Páginas

domingo, 4 de julho de 2010

Mamys e meu retorno

CONTINUAÇÃO DO POST ANTERIOR
...

Ainda zonza mas querendo mostrar que eu estava SUUUUUUPER bem escuto: Vamos lá Cris?

E eu respondo vamos.

Vamos? Vamos pra onde? Como assim eu falo vamos, mas já era tarde e eu estava INDO.

Quando de repente vejo quem? Mããããããeeeeeeee que saudade de vccccccccc.

Mamy chorando me beija acaricia meu rosto e diz?

Está td bem minha filha? Que demora.

Eu respondo: Está, só um pouco de dor.

O técnico atravessa nosso rápido diálogo e diz: Ahhhhh dor vc vai sentir mesmo e muita.

Na hora eu nem dei conta do que eu acabara de ouvir só dei conta que minha mãe sumiu e eu estava entrando no quarto.

Os técnicos saem e entra minha mãe furiosa dizendo. Bem animador ele né, mas fica tranqüila vc pode até sentir dor mas vão te dar remédio para minimizar e acabei de fazer uma reclamação dele para a Enfermeira.

Essa era a segunda reclamação de mamys.

Devido a demora, mamys entrou em pânico, ficou preocupada e pediu por gentileza á enfermeira da tarde para verificar se estava tudo bem, pois já era para eu estar de volta no quarto. A enfermeira responde á ela que é impossível, que ela teria que aguardar pois não tinha como ter contato com o centro cirúrgico.

Ã?

Minha mãe mais P... da vida pergunta:

- Não tem uma sala de espera no centro cirúrgico onde eu possa aguardar?

A enfermeira diz: Não.

Troca o plantão e minha mãe vai até a enfermeira do plantão noturno nervosa, chorando e braaaaava ( aiiiiii) e diz:

Boa noite, sou enfermeira da UNICAMP e estou com minha filha na sala da cirurgia á tantas horas sem ter notícias e já era para ela estar no quarto, estou preocupada e nervosa e segundo a enfermeira do plantão anterior fui informada que não há como vocês se comunicarem com o centro cirurgico para saber se algo está acontecendo. Isso não existe. A senhora por gentileza poderia verificar o que está acontecendo.

A enfermeira mais que depressa disse que estava indo imediatamente verificar o que estava acontecendo e sai em direção ao centro cirúrgico. Ela entra pó uma porta e eu saio pela outra.

Tadinha da minha mamys, estava nervosa e não era pra menos.

Mas aguarde eu vou fazer uma carta de reclamação da equipe de enfermagem. ( Palavras de mamys) Meeeexe com a cria dela.... olha a faaaaaaca.


2 comentários:

  1. Sua danada..em internet..
    hahahahahaha
    Tudo bem amigona?
    Normal os parentes e marido e tals enlouquecem mesmo.
    Coitado do meu maridex ficou a tarde inteira sentado lá me esperando sair da recuperação.
    Tadinhooo nem almoçou.
    beijos e conta tudoooo!

    ResponderExcluir
  2. Mãe...tudo igual!!! Penso que se fosse com um dos meus fazia um escandalo. E olha que sou boa nisso! Beijinho

    ResponderExcluir