Páginas

quinta-feira, 8 de julho de 2010

O sábado passado

Não é fácil.

Seria se não fosse meu pai.

Meu pai é idoso, e por sua vez TEIMOSO.

Não sei se nem percebe, mas quanto mais a gente fala mais ele faz e honestamente isso tem me irritado e me atrapalhado na recuperação.

Segundo dia em casa. Quarta feira.

Café da manhã, Billy e mãe tomaram seu café na mesa de jantar, enquanto eu estava na sala assistindo TV, de repente surge meu pai com um enorme pão (pão francês q eu amoooooo) com mortadela e uma enorme xícara de café com leite e se senta ao meu lado.

Na mesma hora olho em direção da mesa onde se encontra Billy e mãe com a esperança de alguém gritar algo do tipo: Albertoooooo vem pra cá.

Avisto Billy ( como uma criança que entrega o irmão que está fazendo coisa errada) falando para a minha mãe do ocorrido e minha mãe mais q depressa grita:

Allllberto vem com isso pra cá ( salve mamãe).

Meu pai se levanta e vai pra mesa e ela continua:

Você não sabe que ela não pode passar vontade.

Terceiro dia: Quinta feira

Eu: - Mãe que vontade de comer torrada com patê de atum.

Passam se cinco minutos eu me levanto e falo q vou para o quarto e meu pai da cozinha diz: - Eu te ajudo.

Eu: - Não precisa pai.

Ele chega perto e diz: Não precisa? Mastigando uma torrada, aquele som crocante quebrando na boca me mata...

Quarto dia: Sexta feira

Saio com minha mãe pela manhã e quando volto ás 11:00 está meu pai sentado na sala com um PUTA prato de arroz com feijão e... nem ousei ver o que era mais q tinha , o arroz e o feijão já eram suficientes para a boca ficar cheia d’água.

Ai a super MAMY entra em ação e dá um esculacho e meu pai se levanta e vai para a mesa.

Havia dito á minha mãe de manhã:

Não vejo a hora de tomar leite com café, semana q vem.

Depois do jogo do Brasil (que catástrofe) minha mãe sai e vai fazer a unha.

Enquanto isso quem está em casa comigo: Bingo! Meu pai.

Na sala, eu assisto FRIENDS, sim o seriado, a primeira temporada. Minha amiga Bruna me trouxe para que eu me detraísse. BARBÁRO.

E seu pai? Onde está?

Na cozinha, fazendo e tomando café...

Urrrggghhhhh que cheiro de café....

Quinto dia: Sábado (hoje)

Hora do almoço: Billy e mãe almoçando enquanto eu ... continuo assistindo FRIENDS.

E meu pai? Cadê?

Depois do almoço Billy sai comigo para caminhar ( Ordem do Dr. Vilmar 20 min de manhã e 20 min de tarde)

Na volta pra casa, um cheiro maravilhoso de ovo frito. E meu pai? Na mesa almoçando.

Não agüentei... fui para o quarto e chorei, de raiva mesmo.

Ahhh PUTA QUE PARIU... se todos almoçassem juntos seria apenas uns 40 min em que eu ouviria os talheres e sentira o cheiro, mas não. Sr. Alberto tem q ser diferente, tem que comer diferente (sim o prato do dia não era ovo frito, afinal quanto menos cheiro tiver de comida melhor, sábia mamys)

Minha mãe entra no quarto e eu desabafo...

Amanhã mamys tem q ir á Sampa, ela é enfermeira em uma casa de repouso e faz uma semana que não vai ao trabalho pra ficar comigo, precisa ir para resolver pepinos. Quem ia ficar comigo? PAPYS....

Owwwww não... não quero mãe, o Billy vem pra cá, é domingo, ele fica comigo.

Meu pai quando minha mãe não está come á cada 5 minutos, imagina eu com ele aqui? PELO AMORRRR...

Os: Amo meu pai, quero deixar claro isso, mas essa fase preciso de AJUDAAAAAAAAAAA

2 comentários:

  1. Hahahahahaha
    hahahahahaha
    Amiga isso é comum.
    E quem tem que lidar com o novo é TU
    Não os outros.
    Meu marido comia pizza na minha frente. Sou louca por elas!
    mas, eu mesma dizia: Come. Um dia eu vou comer também!
    Não se martiriza Cris.
    Logo vais estar comendo normal ok?
    beijos e estou torcendo por ti.

    ResponderExcluir
  2. Engraçado, não sofri nem um pouco com vontades assim. Podiam comer o mundo na minha frente que eu tava com o foda-se ligado. Queria mesmo é ficar sem comer e ponto! Beijinho

    ResponderExcluir